Descrição

Sinopse

Como que pelo buraco de uma fechadura, a peça leva o público à intimidade do processo criativo de Raul Seixas durante uma noite de insônia em que ele compõe e reflete sobre a sua música e o seu país.  

 

Serviço

ONDE: Teatro EcoVilla Ri Happy

Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico / RJ  –  Tel: (21) 3553-2616

TEMPORADA:  1º de março a 28 de abril

HORÁRIOS: sexta e sábado às 20h; domingo às 19h

INGRESSOS: R$100 e R$50 (meia)

BILHETERIA: sexta das 13h às 22h; sab e dom das 10h às 22h

CAPACIDADE: 350 espectadores

DURAÇÃO:  1h40

GÊNERO:  musical

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA:  12 anos

 

Ficha Técnica

Direção e Dramaturgia: Leonardo da Selva

Atuação: Bruce Gomlevsky

Direção Musical: Marcelo Alonso Neves 

Direção de Movimento: Marina Salomon 

Cenário: Nello Marrese 

Figurino: Carol Lobato 

Banda: Ziel de Castro (guitarra), Maninho Bass (baixo), Nicholas Gomlevsky (teclados) e bateria (a definir)

Fotos: Dalton Valério

Designer: Rita Ariani

Direção de Produção: Gabriel Garcia 

Assessoria de Imprensa: JSPontes Comunicação – João Pontes e Stella Stephany

 

Outras Informações

Bruce Gomlevsky, atualmente concorrendo ao Prêmio Shell de Melhor Diretor por seu trabalho em “Outra Revolução dos Bichos”, comemora 30 anos de carreira mergulhando na obra e no pensamento de um dos um dos maiores ícones do rock nacional, o cantor e compositor Raul Seixas (1945-1989).

 

O musical apresenta ao público 20 canções de Raulzito (como era chamado) executadas ao vivo pela mesma banda de cinco músicos que acompanha Gomlevsky no espetáculo sobre Renato Russo, há 18 anos em cartaz.  

 

Fã de Raul Seixas desde muito jovem, Gomlevsky foi convidado pelo autor e diretor Leonardo da Selva, que criou a dramaturgia do espetáculo exclusivamente com textos de Raul. Autorizado pela família do músico, Leonardo teve acesso aos seus manuscritos – um rico material que expõe as reflexões do próprio Raul Seixas sobre sua obra, seus afetos, sua ética, o papel do artista na sociedade e sobre o Brasil.

 

SETLIST DO MUSICAL

 

Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás 

Maluco Beleza

Paranoia

Tente Outra Vez

Gita

Vida do Viajante (Luiz Gonzaga)

Blue Suede Shoes (Elvis Presley)

Lucille (Little Richard)

Let Me Sing

Rock do Diabo

Metamorfose Ambulante

Pluct, Plact, Zum

Come Together (The Beatles)

Rockixe

Sessão das Dez (trecho)

Sos Disco Voador

Ouro de Tolo

Sociedade Alternativa

Aluga-Se

Como Vovó Já Dizia – Letra Censurada

Cowboy Fora da Lei

Preludio

Trem das 7

Por Quem Os Sinos Dobram

Canto Para Minha Morte

Mosca Na Sopa (Bis)

 

LEONARDO DA SELVA – autor e diretor

 

Leonardo da Selva, 35 anos, tem especialização em criação e direção em Artes Cênicas, pós-graduado pela Casa das Artes de Laranjeiras. Sua trajetória ganhou amplitude internacional com uma passagem pela empresa The Alchemists, em Los Angeles, onde aprofundou seus conhecimentos em narrativas transmídia. Nos últimos seis anos, consolidou-se como coordenador das salas de roteiro no Laboratório SESC/SENAC Novas Histórias. É roteirista da aclamada série “D.P.A Detetives do Prédio Azul” e, no teatro, em produções como “Amor de Fada” e “O Capote”. Em 2023, seu primeiro livro, “Bichocracia”, lhe rendeu uma participação na Bienal do Livro. 

 

BRUCE GOMLEVSKY – ator

 

Bruce Gomlevsky é ator, produtor e diretor teatral, trabalhando em teatro, cinema e televisão. Com 30 anos de carreira, atuou em 50 peças, dirigiu 30 e produziu 19.

 

É vencedor de diversos prêmios de teatro como melhor ator e diretor. Participou de mais de 50 espetáculos e entre seus principais trabalhos como ator e diretor em teatro destacam-se: “Uma Ilíada”, de Lisa Peterson e Denis O’Hare (prêmio Censgranrio de melhor ator); “O homem travesseiro”, de Martin Mc Donagh (prêmio APTR de melhor direção e melhor espetáculo 2012); “Festa de Família”, de Thomas Vinterberg; “A volta ao lar”, de Harold Pinter; “Cyrano de Bergerac”, “Renato Russo, o musical” (em cartaz até hoje, e indicado ao Prêmio Shell de melhor ator 2007); “O Diário de Anne Frank”, “Timon de Atenas”, de Shakespeare, com Vera Holtz; os premiados “Um Tartufo” e “A Revolução dos Bichos”, entre outros. É fundador e diretor artístico da Cia Teatro Esplendor no Rio de Janeiro. 

 

No cinema, participou como ator dos filmes “Deus é brasileiro” 1 e 2, de Cacá Diegues; “Apolônio Brasil”, de Hugo Carvana; “Quase Dois Irmãos”, de Lúcia Murat; “Polícia federal – a lei é para todos”, de Marcelo Antunez; “Elis”, de Hugo Prata; “O Escaravelho do Diabo”, de Carlo Milani. 

 

No audiovisual, esteve recentemente na 2ª temporada da série “Desalma”, do Globoplay, e está estreando a 4ª temporada da série “Impuros”, no Starz+, além dos longas-metragens “Deus ainda é brasileiro”, de Cacá Diegues; “Polacas”, de João Jardim, Maurício de Souza de Pedro Vasconcelos; e “Mensageiro”, de Lucia Murat.